LEIA TAMBÉM

Michel Huff e as Diferenças na Gestão da Preparação Física na Europa e no Brasil

Semana passada tivemos o privilégio de participar de um encontro com o preparador físico Michel Huff, atualmente responsável pela preparação física do Metalist da Ucrânia. Michel já atuou em diversos clube do Brasil e desde 2011 está no futebol Ucraniano.

10947310_755071577940752_863771546229668566_n

Michel Huff nos pareceu extremamente dedicado e atualizado em termos de preparação física e possui uma visão abrangente sobre os aspectos que envolvem a gestão técnica de uma equipe de futebol. Segundo Huff, um membro de uma comissão técnica deve estar ciente e agir sobre todos os fatores que levam uma equipe a perder ou vencer uma partida.

A palestra com Michel Huff trouxe alguns elementos interessantes que abordaremos neste texto. As diferenças do modo de trabalho Europeu e Sul-Americano foram amplamente dissecadas pelo preparador do Metalist. Contando algumas de suas experiências, Michel traçou um paralelo entre a Gestão Técnica e Administrativa praticada no Brasil e no Leste Europeu.

20150506_190700 (1)

Método de Trabalho

As diferenças de métodos de trabalho aplicados na Europa e no Brasil são gritantes para Michel Huff. O profissional conta que todo o trabalho de preparação física realizado no Metalist é visando questões técnicas e táticas do jogo, se alia o trabalho físico com as demandas do treinador, ou seja, nada é separado. No Brasil, a preparação física atua de forma separada e muitas vezes até isolada do trabalho do treinador, dificultando a percepção do jogador sobre a importância da preparação física no trabalho.

Calendário

Para Michel Huff o calendário do futebol europeu é tão prejudicial quanto o calendário do futebol brasileiro para o preparo físico e a qualidade do jogo apresentado. O número de jogos disputados na temporada por um clube europeu é semelhante ao que é submetido um clube brasileiro.

Valorização do Coletivo

Justamente por ter um calendário tão cheio quanto ao brasileiro, os clubes europeus têm em sua filosofia de trabalho a valorização do grupo. Diante de uma temporada longa, os clubes europeus formam seus grupos com 20 a 25 jogadores de nível alto, evidentemente que existem jogadores que se sobressaem do restando do grupo, porém as ações coletivas são mais exaltadas e o padrão de jogo é desenvolvido em função de todo time.

Rodizio de Atletas

Para manter um nível alto de competição ao longo de toda a temporada, os clubes europeus trabalham de forma mais forte com o rodizio de atletas visando a preservação do jogador e a manutenção do padrão de jogo da equipe. O departamento de preparação física deve manter todos os jogadores do grupo em condições iguais de jogo, visando o aproveitamento de todos nas partidas.

Jogador Pensante x Jogador Executante

Michel Huff pode perceber que o jogador europeu possui uma capacidade de pensar o jogo e as questões que envolvem o trabalho maiores que o jogador brasileiro. O jogador europeu procura entender o objetivo de cada trabalho ou ação realizada pelos diversos profissionais do clube, enquanto no Brasil , o jogador é mais executor, ele apenas realiza o que é mandado sem se interessar pelos motivos pelos quais ele deve realizar a tarefa.

Prevenção de Lesões x Reabilitação de Lesões

O trabalho desenvolvido na Europa é prioritariamente preventivo em termos de lesão. O departamento científico de um clube europeu atua diretamente nesse quesito, evidente que para o sucesso dessa abordagem é necessário que o clube tenha um grupo de jogadores de alto nível para promover o rodízio de atletas em diversas partidas.

Medicina Esportiva

As questões médicas na Europa ainda estão evoluindo se comparadas ao Brasil. Aqui temos uma das medicinais esportivas mais desenvolvidas do mundo e que serve de referência para outros países. As condições favoráveis para o desenvolvimento da medicina esportiva se deram devido a necessidade de colocar rapidamente o jogador dos clubes brasileiros para jogar, aqui no Brasil não se pode perder um jogador importante por um tempo razoável pois os clubes não têm reposição adequada dentro do grupo.

Estrutura Profissional

Michel Huff nos conta que o conceito de profissionalismo na Europa é diferente do que no Brasil. O jogador europeu sabe de suas obrigações e não se importa de fazer parte de uma estrutura mais ampla de trabalho, enquanto o jogador brasileiro, acredita que o profissionalismo é somente se concentrar em jogador futebol e esquecer do restante das questões que envolvem uma equipe técnica de trabalho.

Remunerações

O trabalho desenvolvido no Metalist remunera os profissionais com salários razoáveis e premiações por vitórias e conquistas acima da média, ou seja, uma espécie de contrato de produtividade. No Brasil, os jogadores e comissão técnica evitam este tipo de remuneração por acreditar que uma derrota muitas vezes não é responsabilidade deles, enquanto na Europa, os salários razoáveis e premiações altas fazem com que o jogador desenvolva um espirito de grupo maior ainda e se dediquem mais para o alcance dos objetivos.

Organização dos Jogos

Para cada jogo realizado na Liga Ucraniana existe uma reunião com todos os envolvidos na partida: Administração dos Clubes, Comissão Técnica, Jogadores, Árbitros, Jornalistas, Policia e Torcida. Nos chamou a atenção que este pode ser um modelo aplicável a realidade brasileira e poderia evitar diversos problemas relacionados às questões organizacionais que envolvem um jogo de futebol.

Foi enriquecedor para a Futebol Planejado participar desse encontro com Michel Huff e esperamos que algumas praticas Europeias se tornem comum no Brasil. A gestão e organização do futebol brasileiro têm muito a evoluir e nada mais correto do que procurar entender como as coisas funcionam em outros lugares,visando trazer e aplicar no nosso futebol as melhores práticas de trabalho utilizadas na Europa.

20150506_193648

Para conhecer mais sobre o trabalho de Michel Huff acesse http://www.blogmichelhuff.blogspot.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: