LEIA TAMBÉM

O Corinthians Impressionou

O que uma equipe precisa para vencer uma partida? Quais são as principais obrigações que ela precisa para vencer? Basicamente, sem entrar no mérito, não tomar gols e fazer pelo menos 1 gol ou, se tomar, fazer mais gols do que tomou.

Durante o Campeonato Brasileiro, o Corinthians cumpriu perfeitamente a combinação de fazer mais gols do que tomar, com isso obteve excelentes resultados. Em 38 jogos foram 24 vitórias, 9 empates e apenas 5 derrotas.

Dos 38 jogos, iniciou vencendo 26 deles, ou seja, 68% das partidas, sendo este um fator relevante para obter um resultado positivo. Com essa vantagem no placar, obteve 22 vitórias, cedeu o empate por 2 vezes e permitiu que sofresse a virada em 2 partidas, comprovando que o fato de começar vencendo tem grande influência nos resultados. Enfim, o Corinthians venceu dessa maneira 22 das 24 partidas que somou os 3 pontos no Campeonato.

Em 10 partidas que saiu perdendo, mostrou um bom poder de reação e conseguiu o empate em 4 delas, venceu de virada em 2 jogos e acabou sendo derrotado em 4.

O Corinthians não sofreu gols em praticamente metade dos jogos. Foram 17 partidas impedindo que o adversário conseguisse marcar ao menos um gol. Mas isso não significa um time retranqueiro, afinal foram 15 vitórias e apenas 2 empates. O Corinthians teve ainda a defesa menos vazada. No Campeonato, sua média de gols tomados por jogo foi de 0,8, enquanto que a média geral foi de 1,2. Em alguns jogos, sofreu o gol quando já estava vencendo pelo menos de 2 gols de diferença, ou seja,  o gol sofrido não influenciou o resultado da partida neste caso.

Com relação ao ataque, foi a equipe que mais marcou gols. No total, foram 71 gols com uma média de 1,9 por jogo. O Corinthians apenas não marcou gol em 4 partidas durante todo o campeonato. De todos os gols que ele marcou 24% foram de bola parada e 18% em contra-ataques.

Alguns gols de bola parada:

Alguns gols de contra-ataque:

O Corinthians foi campeão com 81 pontos, o que é um recorde no campeonato por pontos corridos. Foram obtidos 50 pontos em casa (87,7% dos pontos possíveis) e 31 pontos jogando como visitante (54,4% dos pontos possíveis).

Melhor ataque, melhor defesa, melhor mandante e o visitante que mais pontuou. Esses índices e recordes batidos não foram conquistados de qualquer maneira. A equipe do técnico Tite apresentou um futebol diferente, que conseguia envolver o adversário, controlar a partida e aproveitar as chances criadas para fazer gol e vencer suas partidas.

A equipe controlava a partida com uma marcação muito bem organizada e compacta tanto no campo ofensivo quanto no defensivo que dificultava a construção de jogadas da equipe adversária, com isso ele conseguia recuperar a posse de bola e, sempre que possível, iniciar um contra-ataque em direção ao gol adversário.

Quando iniciavam a construção da jogada ofensiva, os atletas bem posicionados e a movimentação ofensiva possibilitavam a troca de passes permitindo que os adversários fossem envolvidos por sua equipe, verifique no vídeo abaixo.

Campeão com todos os méritos! Parabéns a todos os envolvidos na brilhante campanha do Corinthians

tITULO

Vinicius Rodrigues Castellassi.

Analista de desempenho, especialista em Identificação e Desenvolvimento do Talento nas Categorias de Base pelo Programa de Qualificação de Profissionais da CBF.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: