LEIA TAMBÉM

LDU – ANÁLISE, ESTATÍSTICAS E VÍDEOS

A LDU enfrenta o Grêmio nessa quarta feira pela Copa Libertadores da América. O jogo é válido pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. A equipe equatoriana vem de vitória na primeira partida, enquanto o Grêmio busca se recuperar da derrota diante do Toluca.

A equipe comandada pelo argentino Claudio Borghi ainda está em formação. Foram apenas 03 jogos no ano de 2016, mas já pode-se perceber que a equipe apresenta uma variação de sistemas de jogo. Pode atuar inicialmente no 4-2-3-1 ou 4-3-3. Ao decorrer do jogo, a movimentação faz com que o time altere o esqueleto inicial, podendo apresentar um 4-3-2-1, 4-3-1-2, 4-1-4-1, -4-1-3-2.

Brahian Alemán, Diego Morales, Hidalgo, Cevallos e Edson Puch são os responsáveis pela alternância de posições na penúltima e última linha do time. O volante Benavídez realiza uma função importante próximo dos zagueiros, muitas vezes se colocando entre Romero e Araujo. Dessa forma liberando Vega e Quinteros para avançar.

4-2-3-1

4-2-3-1 ——- 4-1-3-2 ——- 4-1-4-1

4-3-3 ---- 4-3-2-1

4-3-3 —— 4-3-2-1

Outros jogadores utilizados

Outros jogadores utilizados

Ainda buscando a melhor forma de atuar, a LDU é um time bastante imprevisível. Contando com jogadores com bastante qualidade técnica nas últimas linhas do time e jogadores experientes nas primeiras linhas, a equipe torna-se um adversário duro de se enfrentar.

A compactação do time é em média de 42,7 metros, enquanto a do Grêmio é de 38,5. Pelo que se pode observar nos primeiros jogos da LDU nesse ano, se trata de um time que utiliza muito os laterais/alas, porém sem grande amplitude. A movimentação pelo lado do campo é direcionado para o centro, procurando a circulação da bola atrás da segunda linha adversária. É um time que sabe rodar a bola no último terço e que conta muito com o apoio do volante Fernando Hidalgo para realizar a transição ofensiva.

FASE DEFENSIVA

LDU - Fase defensiva

Marcação próxima e superioridade numérica na área da bola

RECUPERAÇÃO DA POSSE DE BOLA

Em média, a LDU recupera 100 vezes a bola por jogo. Essa recuperação é realizada principalmente nos últimos dois terços do campo. O volante Fernando Hidalgo e o zagueiro Romero são os jogadores responsáveis por maior parte dessas recuperações. A equipe não costuma realizar a marcação pressão na defesa adversária, mantendo a organização defensiva e esperando o time adversário progredir pelo campo.

LDU - Recuperação da Posse de Bola

Com o treinador Claudio Borghi, a LDU está procurando avançar a marcação. Se não pressiona o adversário na fase inicial de defesa, pelo menos tenta manter a superioridade ou igualdade numérica em relação à área do portador da bola.

LDU - Superioridade Numérica

Igualdade numérica na área da bola.

FALTAS COMETIDAS

Em média, a LDU comete 16 faltas por jogo. A maioria delas ocorre no segundo terço do campo. Sendo o centro do campo o local aonde elas são mais praticadas.

LDU - Faltas

OPORTUNIDADES CONCEDIDAS

A cabeça de área defensiva era um dos maiores problemas da LDU ano passado. Com a contratação do volante argentino Exequiel Benavídez, parece que esse problema se amenizou. O volante está conseguindo proporcionar maior segurança junto aos zagueiros experientes da LDU. Os meias do time precisam realizar com maior efetividade a recomposição defensiva, principalmente pelos lados do campo. As oportunidades concedidas pela equipe decorrem muito da lentidão na recomposição defensiva e dos avanços sem cobertura dos laterais.

GOLS SOFRIDOS

FASE OFENSIVA

A LDU é uma equipe que propõe o jogo de forma bem distribuída pelas regiões do campo. Não se trata de um equipe afobada na construção ofensiva. Possui um volante de boa chegada (Hidalgo), um meia organizador que inicia os movimentos da esquerda para o centro (Alemán), outro da direita para o centro com muita habilidade e visão de jogo (Cevallos), além de  um meia-atacante de muita verticalidade (Morales). Os dois laterais possuem boa presença nos últimos terços do campo e são muito utilizados na construção ofensiva. É comum ver Alemán recuando pelo half-space esquerdo para auxiliar na distribuição da bola, enquanto Morales flutua entre a 1ª e 2ª linha do time adversário e Tenorio permanece entre os zagueiros.

LDU - Fase ofensiva

Fase Ofensiva

POSSE DE BOLA

Em média, a LDU tem 52,6% de posse de bola por jogo. É um time que tem um modelo de jogo propositivo, porém aparentemente falta objetividade. Acaba ficando mais com a bola do que o adversário, mas em determinados jogo pode se tornar um time que circula muito a bola e tem pouca penetração.

PASSES

O aproveitamento de passes organizacionais da LDU é em média de 86%. Quando procura infiltrações e profundidade, acerta em média 62%.

CRUZAMENTOS

Os dois lados do último terço são os locais que a LDU mais realiza cruzamentos. O que chama atenção é que os laterais que participam bastante da construção ofensiva não aparecem entre os lideres de cruzamentos. Morales é o jogador que mais cruza na equipe, realizando uma movimentação interessante de abertura pelo lado e centralização do lateral.

LDU - Cruzamentos

DRIBLES

Morales é o maior driblador da equipe. Junto com Alemán e Cevallos são os jogadores com maior qualidade técnica do time. A área aonde o enfrentamento 1×1 é mais realizado, se localiza no lado esquerdo do último terço do campo.

LDU - Dribles

PERDA DA POSSE DE BOLA

Na equipe da LDU, Morales e Hidalgo são os que mais perdem a bola. O primeiro por tentar bastante a jogada individual e o segundo por ter um participação ofensiva interessante, avançando no último terço do campo. É um time que perde um número grande de bolas pela região central do campo. (32,2%).

LDU - Perda da posse

FINALIZAÇÕES

Morales e Cevallos são os jogadores que mais finalizam pela equipe da LDU. Dois jogadores que atuam no último terço do campo. 56% das finalizações da equipe são de fora da área, é um time que tem um bom toque de bola mas que também tenta o remate de média distância.

LDU - fINALIZAÇÕES

OPORTUNIDADES CRIADAS

A movimentação de Morales, Cevallos e Alemán, além da participação dos laterais, é a arma da LDU para construir situações de gols. A circulação da bola faz com que o time encontre situações oportunas para finalizar e chegar com perigo ao gol adversário.

GOLS MARCADOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: