LEIA TAMBÉM

ALEX BOLAÑOS – VOLANTE – AUCAS

Nossa análise de hoje é sobre o volante equatoriano Alex Bolaños, jogador do Aucas, nascido em 1985.

Foto

CARREIRA

Bolaños é formado nas categorias de base do Caribe Junior e estreou profissionalmente em 2003. Em 2005 foi contratado pelo Barcelona de Guayaquil, clube pelo qual atuou até 2008. Em 2009 jogou na LDU e em 2010 na Universidad Católica de Quito. De 2011 a 2013 teve grande passagem pelo Deportivo Quito, sagrando-se Campeão do Equador no primeiro ano e chegando as oitavas-de-final da Libertadores em 2012.

Em 2014, Bolaños retornou ao Barcelona e em 2015 acertou-se com o Olimpo de Bahía Blanca da Argentina, clube pelo qual atuou em apenas 06 partidas, retornando ao Equador em Junho para atuar no Aucas. No clube de Quito foram 25 partidas até então, todas como titular da equipe.

Sua carreira na Seleção do Equador começou em 2007, entretanto desde então foram apenas 08 jogos. Na atual Eliminatória para a Copa do Mundo, Bolaños foi convocado para 06 partidas, atuando em apenas 02, sendo uma delas como titular da equipe.

POSICIONAMENTO

Posicionamento

Alex Bolaños é um jogador que atua na segunda ou terceira linha do time dependendo da plataforma tática, preferencialmente em posição centralizada. Trata-se de um volante que costuma desempenhar função ao lado de outro jogador em esquemas 4-1-2-3, 4-5-1 ou 4-3-3. É um meio campista que também pode exercer papel de maior amplitude na segunda ou terceira linha do time em determinadas situações.

MOVIMENTAÇÃO

Trata-se de um jogador com boa movimentação horizontal, que realiza deslocamentos lateralizados por todo o segundo terço do campo. É também um jogador que tem verticalizações constantes pelo half-space, aproveitando o corredor até o inicio do terceiro terço.

Mapa de Calor

Mapa de atuação ———->

FASE DEFENSIVA

Bolaños é um jogador participativo nos três momentos da fase ofensiva: Equilíbrio, Recuperação e Bloqueio. Normalmente posiciona-se como volante pelo lado esquerdo do campo e demonstra um bom entendimento tático, participando com efetividade dos fechamentos de espaços e acompanhamento dos adversários conforme o tipo de marcação realizada e fase do jogo.

Fase Defensiva - Posicionamento Equilibrio

Equilíbrio defensivo

Nos momentos intermediários da fase defensiva, Bolaños tem um comportamento ativo. Normalmente realiza avanços para se desgarrar da linha e realizar abordagem ao portador da bola. Em média realiza 05 desarmes por jogo e vence 54% das disputas de bola que participa.

Desgarro da linha - avanço de marcação

Avanço e pressão ao portador da bola

Trata-se de um volante com boa mobilidade e razoável agilidade, entretanto por vezes parece ser um pouco desatento aos movimentos ofensivos do adversário. Em determinadas situações, principalmente quando joga com outro volante em posição mais recuada do que a sua, Bolaños permite a quebra de linha pelo adversário.

Fase Defensiva - Não Bloqueio

Desatenção impede que aborde o portador ou a bola, permitindo a quebra de linha.

Nos momentos finais da fase defensiva, Bolaños participa auxiliando a primeira linha do time. Conforme o avanço do adversário, o jogador do Aucas acompanha a movimentação se postando em posição de bloqueio.

Fase Defensiva - Momento de Bloqueio

Momento final da fase defensiva

FASE OFENSIVA

Bolaños tem participação nos momentos de transição, construção e por vezes na finalização da fase ofensiva. É um jogador com mobilidade e que demonstra ter razoável saída com a bola. Normalmente utiliza bem o half-space e tem bons avanços pelo corredor esquerdo ou direito do campo.

Saída até o inicio do 3 terço

Apoio a construção ofensiva

No inicio da construção ofensiva, Bolaños participa sendo o terceiro ou quarto jogador a tocar na bola, dando sequência a jogada e demonstrando raciocínio rápido. Normalmente utiliza bons passes de ruptura para construir situações intermediárias, seja de curta ou média distância. A cada 90 minutos, Bolaños dá 48 passes e acerta 88% deles.

Não trata-se de um jogador extremamente veloz, entretanto tem capacidade para realizar deslocamento curtos com aceleração. Dessa forma, em determinadas situações do jogo é utilizado para realizar a transição ofensiva, aproveitando-se de sua mobilidade e razoável qualidade no passe.

Fase Ofensiva - Transição

Transição ofensiva pelo corredor

Bolaños não é um jogador que participa de forma intensa dos momentos finais da fase ofensiva. Normalmente limita-se a apoiar a construção sem entrar na área de finalização. Entretanto, tem boa leitura de espaços e por vezes aparece como elemento surpresa para finalizar. Em média, realiza menos de 01 chute por jogo, mantendo seu padrão de poucos remates e consequentemente poucos gols na carreira.

Fase Ofensiva - Finalização

Projeção na área de finalização

De fato, Alex Bolaños é um jogador que parece estar no auge de sua carreira. Com 31 anos, apresenta qualidades interessantes para um volante e alguns pontos de melhoria que talvez não consiga mais corrigi-los. Suas atuações nos últimos 18 meses, o credenciam para atuar em um nível mais condizente com sua posição de elemento selecionável.

Análise realizada por Giovani Dalla Valle – Fundador e Scout do Futebol Planejado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: