LEIA TAMBÉM

VECCHIO – MEIA – QATAR SC

Hoje nossa análise é sobre o meio campo argentino Emiliano Vecchio, jogador do Qatar SC, nascido em 1988.

Foto

CARREIRA

Vecchio é formado nas categorias de base do Rosario Central e estreou profissionalmente em 2005, se tornando o quarto jogador mais jovem a atuar pelo clube. Ainda juvenil, passou por um período de testes no Real Madrid e em clubes satélites do Atlético de Madrid. Em 2009 foi contratado pelo Corinthians e emprestado ao Grêmio Barueri, clube pelo qual atuou em 4 partidas.

Em 2010 assinou com o Defensores de Belgrano e fez boas campanhas no Campeonato Argentino A, equivalente a quarta divisão nacional. Em 2012 foi contratado pelo Unión Española do Chile e após atuar em 51 partidas e marcar 12 gols, foi contratado pelo Colo Colo. Em uma das maiores equipes do Chile, Vecchio atuou em 110 partidas. Foi titular em 87, marcou 22 gols e deu 28 assistências para gols.

No inicio de 2016 se transferiu para o Qatar SC, clube pelo qual realizou 11 jogos, todos como titular, marcou 04 gols e deus 05 assistências.

POSICIONAMENTO

Posicionamento

Vecchio é um jogador que atua na penúltima ou última linha do time, normalmente em posição central. Entretanto, pode desempenhar também função interna em plataformas táticas que adotem o 4-1-4-1 ou 4-4-2. Em determinadas ocasiões foi utilizado como atacante, servindo de apoio a um jogador referencial.

MOVIMENTAÇÃO

Trata-se de um meia de boa movimentação. Vecchio realiza com bastante intensidade acelerações curtas no último terço, sempre em direção ao gol. Trata-se de um jogador de muita verticalidade e aproximação com a última linha do time. Em situações de necessidade, principalmente no Colo Colo, apresentava boa participação servindo de ligação entre a primeira e última linha do time.

Mapa de Atuação

Mapa de atuação ——–>

FASE OFENSIVA

Vecchio é um jogador de importância nos momentos de construção e finalização da fase ofensiva. Trata-se de um meia com boa qualidade técnica, explosão para rupturas curtas e boa visão de profundidade.

O meia argentino pode ocupar posição mais avançada e esperar a construção da jogada para participar da finalização ou realizar movimentos verticais contrários em busca da bola para construir o jogo ofensivo. Em média realiza 63 passes por jogo e acerta 82% deles.

Trata-se de um jogador de boa habilidade em espaço curto, que livra-se facilmente do primeiro marcador e busca passes de rupturas ou tabelas e deslocamentos verticais em velocidade. Partindo normalmente do centro do campo, Vecchio realiza 4 passes de ruptura por jogo e mostra-se efetivo no último passe.

Atacante

Posição inicial avançada e recuo para armar o jogo

Em média, realiza 05 dribles por jogo e acerta 70% deles. Vecchio é um jogador que tem um bom primeiro toque mas que tem dificuldades no jogo corporal, pois não se contenta em vencer o primeiro marcador e procura sempre mais um enfrentamento pessoal.

Vale ressaltar que Vecchio é um meio campista agudo, apesar de ser bom condutor e por vezes prender a bola em excesso. Em determinadas e raras situações, demonstra que tem condições de temporizar as jogadas.

Nos momentos finais da fase ofensiva, é extremamente importante. Apresenta boa presença na região de finalização e consegue ser bastante perigoso. Normalmente apresenta bons remates e busca infiltrações com ou sem em direção a grande área. Em média, disfere 2.2 chutes por jogo e demonstra boa capacidade de finalização com ambas as pernas, inclusive tendo boa participação em cobranças de bolas paradas.

Infiltração

Infiltração sem a bola

Quando atua mais direcionado ao lado do campo, torna-se menos perigoso e participativo. Pelo centro é aonde consegue demonstrar suas melhores características.

Vecchio passou a atuar mais próximo dos atacantes no Qatar SC. Quando atuava no Colo Colo, era comum vê-lo recuando até o inicio do segundo terço para participar do começo da construção ofensiva. Entretanto sempre apresentou mais características de armador do que de organizador, demonstrando bastante verticalidade e ímpeto ofensivo.

Fase Ofensiva - Construção Inicial

Inicio da construção ofensiva

FASE DEFENSIVA

O meia argentino é pouco participativo na fase defensiva. Não trata-se de um jogador aplicado nesse sentido. Parece, por vezes, faltar condição física para realizar a recomposição ou abordagens mais agressivas ao portador da bola.

4-2-3-1 ou 4-4-2

fase defensiva

Normalmente ocupa a última linha do time quando a equipe é atacada e só consegue retomar a bola quando ocorre um erro do adversário. Raramente realiza a pressão na saída de bola de forma efetiva, apresentando uma média de 2.3 desarmes por jogo.

Fase Defensiva - Pouca aplicação

Pouca aplicação

De fato, Emiliano Gabriel Vecchio é um jogador de qualidades técnicas incontestáveis. Sua carreira foi permeada por sua habilidade e capacidade de participação no último terço do campo. Entretanto sempre foi um jogador pouco aplicado e de pouca confiabilidade dentro de um planejamento de trabalho. O meia argentino tem qualidade para jogar em qualquer clube da América do Sul, porém precisa corrigir a postura e comprometimento dentro e fora do campo.

Análise realizada por Giovani Dalla Valle

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: