LEIA TAMBÉM

MARIMÓN – VOLANTE – ONCE CALDAS

Hoje nossa análise é sobre o volante colombiano Jesús Marimón, jogador do Once Caldas, nascido em 1998.

Foto

CARREIRA

Marimón iniciou nas categorias de base do Valledupar e depois se transferiu para o Palmazul até que em 2015 foi adquirido pelo Once Caldas. Com apenas 16 anos, fez sua estreia profissionalmente e desde então soma 33 partidos pelo clube, sendo 29 delas como titular.  Pelas seleções de base da Colômbia, Marimón é titular desde a categoria sub-15 e teve grande destaque no Campeonato Sul-Americano Sub-17 em 2015.

POSICIONAMENTO

Posicionamento

Jesús Marimón é um jogador que atua na segunda linha do time. Trata-se de um meio campista que exerce função de volante, atuando em dupla com outro jogador mais recuado ou em linha. Não atua centralizado como referência defensiva e sim ocupando o half-space ou o corredor lateral. Em algumas partidas foi utilizado como lateral e ala pelo lado direito. 

MOVIMENTAÇÃO

O jovem do Once Caldas é um jogador extremamente móbil. Trata-se de um volante que realiza constantes movimentos horizontais e verticais. Normalmente tem maior influência pelo lado direito do campo, aonde também já atuou como lateral e ala.

Mapa de Calor

Mapa de atuação —–>

FASE DEFENSIVA

O volante colombiano é extremamente importante nos momentos de transição e de recuperação defensiva. Trata-se de um volante muito intenso e que está sempre buscando a retomada da posse de bola. Marimón possui boa aceleração, explosão e vitalidade. Através dessas características, realiza abordagens bastante agressivas e objetivas, mesmo que, por vezes, seja um pouco afoito nessas ações.

Por ter uma enorme capacidade física, é comum vê-lo executar o avanço da marcação com bastante solidez. Normalmente é o responsável por “caçar” o adversário e pressionar a saída de bola do time contrário.

Fase Defensiva - Pressão alta

Abordagem avançada

Em média, Marimón realiza 07 desarmes por jogo e vence 56% das disputas de bola que participa. É um jogador de grande estrutura física e capacidade de recuperação, sendo intenso e incessante na busca pela posse de bola.

Com 1.85 m de altura, o jovem do Once Caldas é bastante efetivo nos duelos aéreos. Normalmente é dele a responsabilidade de interceptar a primeira bola do adversário e faz isso com sucesso em 59% das vezes.

Bola Aerea

ataque à primeira bola adversária

É raro vê-lo desistir da jogada, tendo bastante importância também na fase de bloqueio defensivo. É um jogador que, se não consegue recuperar a bola, acompanha o adversário até o final da jogada. Normalmente assume a tarefa de auxiliar, defensivamente, os laterais da equipe. Entretanto, em jogadas centrais, se posta à frente dos zagueiros.

Fase Defensiva - Bloqueio

Momentos finais da fase defensiva

FASE OFENSIVA

Jesús Marimón assume grande importância na transição ofensiva. É um jogador que tem boa aceleração e muita capacidade física, diante disso consegue dar dinamismo ao jogo coletivo assim que a equipe recupera a bola.

Normalmente, o jovem do Once Caldas livra-se rapidamente da bola. Em média, realiza 39 passes por jogo e acerta 74% deles. Quando participa da transição ofensiva, realiza passes verticais de média distância e na maioria das vezes apresenta pouca precisão.

Fase Ofensiva - Inicio da Construção - Passe Vertical

Passe vertical após recuperar a posse

Marimón é um jogador de muita disposição, entretanto não possui refino técnico. Suas vitórias no 1×1 e ultrapassagens são decorrentes da força física e explosão. Em média realiza 2.2 dribles por jogo e tem vitória em 55% deles. Trata-se de um jogador que se apresenta pelo centro do campo ou pelo lado, tentando ultrapassagens e deslocamentos curtos em direção ao último terço.

Fase Ofensiva - Lado do Campo

Buscando avanço pelo lado

Nos momentos finais da fase ofensiva, Marimón não hesita em tentar os remates e passes de ruptura. É um jogador que demonstra personalidade tentando, em média, 01 remate e 1.3 passes de ruptura por jogo.

Fase Ofensiva - Remate

Preparação para o Remate

De fato, Marimón é um jogador de grande potencial. Com apenas 17 anos, vem evoluindo de maneira rápida e sólida. Suas características defensivas e participação nas transições encaixam perfeitamente no que de melhor se exige de um volante. Seus pontos de melhoria, principalmente na parte ofensiva, podem facilmente ser minimizados ao longo dos anos.

Análise realizada por Giovani Dalla Valle – Fundador e Scout do Futebol Planejado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: