LEIA TAMBÉM

Guia da Copa América – Grupo A – Como joga a Seleção da Colômbia

A Colômbia estréia na Copa América no dia 03. O jogo será contra os donos da casa, a Seleção dos Estados Unidos e faz parte do calendário do Grupo A. Os demais adversários da seleção sul-americana serão Costa Rica e Paraguai.

CONVOCADOS

GOLEIROS

David Ospina – Arsenal – 29 anos

Cristian Bonilla – Atlético Nacional – 22 anos

Robinson Zapata – Santa Fé – 37 anos

LATERAIS DIREITOS

Santiago Arias – PSV – 24 anos

Stefan Medina – Pachuca – 23 anos

ZAGUEIROS

Jeison Murillo – Internazionale – 24 anos

Yerry Mina – Palmeiras – 21 anos

Cristian Zapata – Milan – 29 anos

Felipe Aguilar – Atlético Nacional – 23 anos

LATERAIS ESQUERDOS

Farid Díaz – Atlético Nacional – 32 anos

Frank Fabra – Boca Juniors – 25 anos

VOLANTES

Daniel Torres – Independiente Medellin – 26 anos

Sebastián Pérez – Atlético Nacional – 23 anos

Guilherme Celis – Junior – 23 anos

Carlos Sánchez – Aston Villa – 30 anos

MEIAS

James Rodríguez -Real Madrid – 24 anos

Juan Cuadrado – Juventus – 28 anos

Andrés Roa – Atlético Nacional – 23 anos

Edwin Cardona – Monterrey – 23 anos

ATACANTES

Carlos Bacca – Milan – 29 anos

Dayro Moreno – Tijuana – 30 anos

Roger Martínez – Racing – 21 anos

Marlos Moreno – Atlético Nacional – 19 anos

TIME BASE

A Seleção Colombiana comandada por José Pékerman possui diversas possibilidades de plataformas táticas para iniciar uma partida.  Os meio campistas e wingers são os jogadores que determinam as inúmeras variações que a equipe pode adotar.

No amisto preparatório para a Copa América, diante do Haiti, Pékerman adotou o 4-4-2 como sistema inicial. Não contando com James Rodríguez e Cardona, o treinador optou por colocar Marlos Moreno como titular pela primeira vez na carreira.

A primeira linha da equipe conta com Santiago Arias, Zapata, Murillo e Farid Díaz. Ambos os laterais servem de apoio aos homens da segunda linha que atuam pelo lado do campo. Os volantes foram Daniel Torres e Sebastián Pérez, enquanto os meias/wingers foram Cuadrado, pela direita, e Marlos Moreno pela esquerda.

Carlos Sánchez, volante do Aston Villa, pode aparecer no lugar de Pérez. José Pékerman pode ainda promover a entrada de Celis no meio campo.

Na última linha, Carlos Bacca e Dayro Moreno foram os escolhidos. Esse último, não tem presença garantida no time titular, podendo dar lugar ao retorno de James Rodríguez. Talvez Pékerman opte por deixar Dayro e sacar Marlos do time. O retorno de James Rodríguez é certo, entretanto o jogador sacado do time é uma incógnita. Edwin Cardona também tem presença quase garantida, porém as boas atuações de Marlos Moreno e Dayro Moreno podem tira-lo do onze inicial.

Pékerman pode adotar ainda, as plataformas táticas 4-3-1-2, 4-3-2-1 e 4-2-3-1

Esquema 01 - James sem Marlos - 4-4-2

4-4-2 – Possibilidade 01 – Dayro Moreno no time, Cardona e Marlos fora.

Esquema 03 - James sem Marlos - 4-3-1-2

4-3-1-2 – Possibilidade 02 – James centralizado e Dayro Moreno no time

Esquema 04 - 4-3-2-1

4-3-2-1 – Possibilidade 03 – Celis no meio de campo, sem Cardona e Dayro no time.

Esquema 05 - 4-2-3-1

4-2-3-1 – Possibilidade 04 – Marlos Moreno ou Cardona, sem Dayro Moreno no time.

ESTATÍSTICAS

A Colômbia, no período de 01 ano, realizou 14 jogos. Foram 06 vitórias, 03 derrotas e 04 empates. Foram marcados 15 gols e sofridos 11.

Em média, a Seleção da Colômbia troca 427 passes por jogo e acerta 80% deles. Desses 427, 14 são de rupturas ou seja, aquelas que quebram linhas.

A Colômbia chuta 12 vezes por jogo, em média.  Desses 12 chutes, 02 obrigam o goleiro adversário a realizar defesas.

Normalmente a equipe detém 48% da posse de bola em cada jogo e comete 18 faltas. São realizados 42 dribles por jogo, apresentando um aproveitamento de 66% das tentativas.

Em média, a equipe disputa 232 bolas por jogo e vence 51% dos duelos. São realizados 60 desarmes por partida, apresentando um aproveitamento de 49% das tentativas.

Trata-se de um equipe que perde a maioria dos duelos pelo alto. Em média, a Seleção Colombiana disputa 52 enfrentamentos desse tipo por jogo e vence 46% deles.

FASE DEFENSIVA

Independente da plataforma inicial utilizada por José Pékerman, a Colômbia se defende com duas linhas de 4 e tem na velocidade e força dos seus zagueiros, um ponto positivo.  A segunda linha formada tem normalmente: Cuadrado pelo lado lado direito, Torres, Pérez e Cardona pelo lado esquerdo. James Rodríguez, normalmente, alterna entre a terceira linha e a segunda linha de defesas. Quando atua aberto, costuma participar mais da segunda linha. Quando atua centralizado, normalmente compõe a terceira linha de defesa.

Fase Defensiva - 4-4-2

Quando James não atua, o 4-4-2 na fase defensiva se mantém. A função na terceira linha, normalmente ocupada por James, vira responsabilidade do atacante (nesse caso Dayro Moreno). Entretanto, é possível que, mesmo com James atuando atrás de 02 atacantes, a ocupação da terceira linha continue sendo função dele.

4-4-2

Os wingers colombianos costumam fechar bem os espaços, entretanto não são jogadores que abordam agressivamente os adversários. Desse modo, permitem constantes quebras de linha.  Cuadrado é um jogador leve, de boa movimentação, mas que não consegue exercer grande pressão sobre o portador da bola. Marlos Moreno ou também possui características defensivas semelhantes e Cardona é outro que não possui ímpeto para pressionar.

Fase Defensiva - Encurtamento Médio de Espaço na Saída Adversária

Cardona ocupa espaço mas não pressiona, permitindo a quebra de linha

O lateral esquerdo Farid Díaz é um jogador de boa força física e ímpeto. Arias, o lateral direito é mais leve, Entretanto os dois possuem comportamentos parecidos nos momentos iniciais da fase defensiva. Normalmente acompanham a troca de bola adversária, ocupando posição de marcação alta.

Se o time adversário consegue avançar através de um passe direto ou de uma triangulação rápida, os zagueiros colombianos acabam por ter que se deslocar horizontalmente em direção à linha lateral para realizar a abordagem ao adversário. José Pékerman possui dois zagueiros de características importantes para esse tipo de ação. Tanto Zapata, quanto Murillo são jogadores de boa velocidade, antecipação e força física.

Fase Defensiva - Zagueiros abordam pelos lados

Ao perder a posse de bola, o time colombiano é bastante rápido na recomposição. Por possuir jogadores leves, a equipe consegue exercer uma movimentação oportuna de retração. Entretanto, a leveza dos meias e volantes causam pouca pressão nos momentos intermediários da fase defensiva.

FASE OFENSIVA

A Colômbia não é uma equipe que, normalmente, tem maior posse de bola do que o adversário. Seu jogo, na fase ofensiva, é baseado em transições extremamente rápidas e avanço em bloco. Normalmente ataca com 04 jogadores na última linha, contando sempre com o avanço dos wingers e dos laterais.

Cuadrado e James Rodíguez são os expoentes técnicos da equipe. Entretanto exercem papeis diferentes na construção de jogo da Colômbia. Cuadradro é um jogador que atua, normalmente, no lado do campo e que participa com grande efetividade de todas as etapas da fase ofensiva. James pode atuar centralizado ou pelo lado, entretanto possui função de organização e armação.

Fase Ofensiva - linha de 04 na frente - Lateral sobe, winger centraliza, winger oposto e centroavante

Atuando com dois homens na última linha, a Colômbia ganha em profundidade. Carlos Bacca é o titular da equipe, independente da plataforma tática utilizada. Dayro Moreno pode ser sua dupla ou Marlos Moreno pode entrar na equipe para compor a penúltima linha, deixando Bacca como único homem na frente.

As transições ofensivas costumam render muitas oportunidades de gols para a Seleção da Colômbia. A circulação de bola é rápida e não cadenciada. Apesar de possuir volantes com boa qualidade técnica, a Colômbia não baseia seu jogo na retenção de bola no meio.

A movimentação dos homens de lado do campo é constante. Cuadrado, Cardona, Marlos Moreno ou James Rodríguez, quando atua pelo setor, realizam deslocamentos constantes do lado para o centro do campo. A alternância e velocidade dos movimentos causa desequilíbrio na defesa adversária, principalmente quando está em número igual ou inferior nos momentos intermediários e finais da fase ofensiva.

Normalmente, o jogador do lado oposto da bola se projeta em direção ao último terço. Os volantes também acompanham o avanço e ocupam posição próxima da região de finalização. Desse modo, a equipe colombiana consegue chegar rapidamente, com um bom número de jogadores, à meta adversária.

Fase Ofensiva - Transição rápida

A construção ofensiva intermediária fica sob responsabilidade de James, Cuadrado e Cardona. Esse último, caso seja titular, é o jogador menos móvel dos três. Entretanto, é o jogador junto com James, que mais se aproxima das características de um armador. Cardona tem boas características de organização de jogo e pode ser bastante útil em momentos que exijam uma temporização, contrastando com a velocidade e ímpeto ofensivo que rotineiramente apresenta o jogo colombiano.

Fase Ofensiva - Cardona

Nos momentos iniciais da fase ofensiva, a Colômbia apresenta dois tipos de saída de bola: A saída direta com os meias ou a saída de 03 (realizada pelo volante).

Normalmente, os volantes colombianos não se oferecem como alternativa para os zagueiros. Desse modo, são realizados passes diretos aos homens da terceira linha. Entretanto, os laterais se projetam e acabam compondo a linha à frente dos volantes, forçando os zagueiros a realizarem a ligação direta.

Fase Ofensiva - Saída média distância - direta

Em determinadas situações, os zagueiros alargam a linha defensiva e permitem a entrada de um volante no meio. Esse volante, normalmente, recebe a bola e inicia a construção. Os laterais mantêm o mesmo comportamento e se projetam para compor as linhas avançadas.

Fase Ofensiva - Saída de 03

Quando os laterais não se projetam, é comum que os jogadores que atuam pelo lado, na segunda linha, recuem até o inicio do segundo terço e participem da etapa inicial da construção ofensiva. Normalmente, Cuadrado faz bem essa tarefa, tendo como objetivo acelerar o jogo através de passes rápidos ou vitória pessoal sobre o primeiro marcador.

Pelo lado esquerdo, Cardona ou Marlos Moreno não realizam com tanta efetividade esse tipo de ação. É comum, nesse lado, que a saída de bola seja realizada pelos zagueiros, conforme mostramos na antepenúltima imagem.

Fase Ofensiva - Cuadrado recua e auxilia pelo lado o inicio da Construção

Autor: Giovani Dalla Valle

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: