LEIA TAMBÉM

Análise Tática do Vitória no 1º Turno do Campeonato Brasileiro

Ao final do 1º turno do Campeonato Brasileiro, o Vitória ocupa a 14ª posição com 22 pontos. A equipe comandada por Vagner Mancini venceu apenas 05 partidas, perdeu 07 e empatou outras 07, gerando um aproveitamento de apenas 38,6% dos pontos disputados. Foram marcados 24 gols e sofridos 28.

SANTA CRUZ 4X1 VITÓRIA

A estréia diante do Santa Cruz, serviu para alertar o torcedor rubro-negro. A campanha que culminou com o título baiano não poderia servir como esperança para a direção do clube. Na análise do jogo, já alertávamos que se não houvesse reforços, o Vitória iria sofrer na Série A.

ANÁLISE TÁTICA – SANTA CRUZ 4X1 VITÓRIA

jOGO 1

VITÓRIA 3X2 CORINTHIANS

Marcando alto, o Vitória tentou anular as principais alternativas do Corinthians. A estratégia deu certo até o momento em que o Corinthians percebeu a estratégia e tomou conta do jogo. Ao alterar o tipo de marcação, deixando mais jogadores atrás da linha da bola e esperando o Corinthians, o Vitória conseguiu seu triunfo.

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA 3X2 CORINTHIANS

jOGO 2

AMÉRICA-MG 1X1 VITÓRIA

Atuando no 4-4-2, o Vitória se comportou melhor defensivamente. Entretanto, a pouca ambição e profundidade ofensiva foram determinantes para o empate em Minas Gerais.

ANÁLISE TÁTICA – AMÉRICA 1X1 VITÓRIA

jOGO 3

VITÓRIA 1X1 ATLÉTICO-MG

Realizando uma marcação em bloco médio, o Vitória conseguiu se impor diante do Atlético. Em uma jogada de bola parada sofreu o gol que tornou a equipe instável e desequilibrada. Mudando a postura e atacando o Atlético, o Vitória conseguiu o empate. Iniciando o Campeonato, mais uma vez ficou claro a necessidade de reforços.

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA 1X1 ATLÉTICO-MG

jOGO 4

FLAMENGO 1X0 VITÓRIA

Atuando com Dagoberto aberto pelo lado, o Vitória não conseguiu aproveitar suas melhores características. Flávio também atuou em posição diferente do que rende mais e o resultado acabou sendo condicente com a atuação apresentada.

ANÁLISE TÁTICA: FLAMENGO 1X0 VITÓRIA

jOGO 5

VITÓRIA 1X0 INTERNACIONAL

Após 03 jogos sem triunfos, a partida contra o Internacional determinou a reação da equipe no inicio do Campeonato. Forçando a equipe colorada a propor o jogo, o Vitória conseguiu criar problemas e obrigar o Internacional a fazer o que não sabe.

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA 1X0 INTERNACIONAL

jOGO 6

BOTAFOGO 1X1 VITÓRIA

Completados um terço do primeiro turno, o Vitória mais uma vez empatou. A alternância de plataformas táticas promovida por Vagner Mancini deixava claro que a equipe estava confusa e desorganizada.

ANÁLISE TÁTICA – BOTAFOGO 1X1 VITÓRIA

jOGO 7

SÃO PAULO 2X0 VITÓRIA

A derrota por 2 x 0 diante do São Paulo, no Morumbi, não traduziu a atuação do Vitória na partida. Entretanto mostrou o castigo pela falta de ousadia e coragem para vencer, principalmente em jogos fora de casa.

ANÁLISE TÁTICA – SÃO PAULO 2X0 VITÓRIA

jOGO 8

VITÓRIA 1X2 CHAPECOENSE

Foi a primeira derrota do Vitória dentro de casa nesse Campeonato Brasileiro. Em uma partida sonolenta na primeira etapa e agitada na segunda, a equipe baiana demonstrou ser menos organizada e preparada que a Chapecoense.

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA 1X2 CHAPECOENSE

jOGO 9

GRÊMIO 1X2 VITÓRIA

Se contra a Chapecoense aconteceu a primeira derrota em casa, contra o Grêmio houve a primeira vitória fora de casa. A equipe se comportou bem, esperando o adversário e conseguiu tornar o jogo um pesadelo para o Grêmio.

jOGO 10

VITÓRIA 1X1 PONTE PRETA

O empate em 1 x 1 acabou sendo frustrante para o torcedor rubro-negro. Sem poder contar com Marinho, o Vitória perdeu poder ofensivo e novamente mostrou um sistema defensivo vulnerável.

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA 1X1 PONTE PRETA

jOGO 11

VITÓRIA 3X2 SPORT

O triunfo por 3 x 2 trouxe alívio pela equipe somar mais três pontos. Entretanto, o sinal de alerta continuava ligado evidenciando a necessidade de contratações. Utilizando uma plataforma inicial 3-4-3 no momento ofensivo e 5-3-2 no defensivo, o Vitória realizou uma partida dentro do esperado pelo torcedor.

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA 3X2 SPORT

jOGO 12

CRUZEIRO 2X2 VITÓRIA

Além de obter um resultado extremamente importante para as pretensões da equipe no Campeonato, o Vitória demonstrou atitude de equipe grande. Agrediu o Cruzeiro e criou desequilíbrio ao sistema defensivo mineiro.

ANÁLISE TÁTICA – CRUZEIRO 2X2 VITÓRIA 

jOGO 13

VITÓRIA 0X0 FLUMINENSE

Mais uma vez o Vitória não conseguiu se impor dentro de casa. Atuando no 4-1-4-1, a equipe novamente demonstrou problemas em relação ao tipo de marcação executada.

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA 0X0 FLUMINENSE

jOGO 14

ATLÉTICO-PR 1X1 VITÓRIA

Se dentro de casa, o Vitória não vinha conseguindo se impor, fora dela obtinha resultados favoráveis. Optando por não escalar Amaral, Vagner Mancini colocou Marcelo em seu lugar.

ANÁLISE TÁTICA – ATLÉTICO 1X1 VITÓRIA

jOGO 15

VITÓRIA 2X3 SANTOS

Mais uma vez o Vitória apresentou um comportamento defensivo falho. Vagner Mancini, de fato, não conseguiu formar um sistema e encaixar o modelo de marcação ideal na equipe.

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA 2X3 SANTOS

jOGO 16

FIGUEIRENSE 1X0 VITÓRIA

Após uma semana de treinamentos, Vagner Mancini novamente não conseguiu fazer com o que o time evoluísse. Mais uma vez, o sistema defensivo montado pelo treinador abusou das perseguições individuais e não conseguiu ser efetivo.

ANÁLISE TÁTICA – FIGUEIRENSE 1X0 VITÓRIA

jOGO 17

VITÓRIA 3X1 CORITIBA

Resultado importante e atuação no mesmo molde do que as anteriores. Pode-se assim resumir a partida contra o Coritiba, em que mais uma vez o treinador Vagner Mancini insistiu em um sistema defensivo equivocado.

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA 3X1 CORITIBA

jOGO 18

PALMEIRAS 2X1 VITÓRIA

Para enfrentar o Palmeiras, o treinador Vagner Mancini resolveu utilizar o 4-4-1-1 que variava para o 4-4-2, de acordo com a movimentação de Cárdenas. Sabendo da dificuldade de se enfrentar a boa e ofensiva equipe paulista, Mancini deu início a uma atitude que já deveria vir trabalhando em sua equipe há muito tempo.

ANÁLISE TÁTICA – PALMEIRAS 2X1 VITÓRIA

jOGO 19

Fica aqui o destaque positivo para a mudança de postura defensiva, mesmo que por alguns minutos. Mas sabemos que a equipe precisa de muito mais. Não é da noite para o dia que se ajusta um sistema defensivo ou se implanta uma nova metodologia de marcação. No entanto, é preciso se iniciar essa mudança, e com urgência, principalmente contra equipes superiores tecnicamente.

Autor: Cássio Santos

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: